Beleza, Katigua

Dia da mulher: os cuidados depois dos 40 anos

O Dia da Mulher é uma data muito importante para a celebração da figura feminina. Ele é um símbolo da batalha pelo reconhecimento da importância das mulheres na sociedade e por seu papel em vários aspectos da vida de qualquer pessoa. 

Celebramos a data para relembrar todas as conquistas já obtidas em muitos anos de batalha pelo reconhecimento, mas também para comemorar o quão prazeroso é ser uma mulher.

Por isso, hoje falaremos diretamente com as mulheres que estão em uma das fases mais delicadas de sua vida: a chegada dos 40 anos. Mudanças metabólicas, clínicas e hormonais são companheiras dessa fase da vida, por isso, alguns cuidados se tornam essenciais para garantir a manutenção da saúde e maior qualidade de vida.

Que tal conhecer os cuidados femininos nos quais você deve investir após os 40 anos, para viver bem e saudável? Acompanhe. 

#1 Maior atenção com a forma física

Não apenas para as mulheres, mas para qualquer pessoa que está avançando na idade, o cuidado com a forma física deve ser, a cada ano, maior. O metabolismo, naturalmente, reduz sua capacidade de queimar calorias com o passar dos anos, já que há uma menor necessidade de produzir energia para manter o corpo funcionando. Por isso, o risco de ganhar peso nessa fase da vida aumenta. 

Para a mulher, além da redução natural do metabolismo basal, também é observado uma queda ainda maior, causada pelas alterações hormonais que ocorrem nessa época da vida. Por isso, o cuidado com a forma física deve ser redobrado, já que o organismo pode ter mais facilidade em acumular gorduras em várias regiões do corpo.

A atenção com a alimentação e a prática regular de atividades físicas, portanto, são cuidados femininos indispensáveis para garantir a manutenção do peso corporal.

#2 Alimentação rica em vitaminas e minerais

O avanço da idade também pode resultar em mudanças na absorção e utilização de determinados nutrientes que são importantes para a saúde. Mulheres a partir dos 40 anos têm um maior risco de desenvolver doenças relacionadas às carências nutricionais, como, por exemplo a osteoporose, que é uma consequência da baixa concentração de cálcio nos ossos.

Além do cálcio, nutrientes, como o ferro e a vitamina B12, também podem sofrer alterações em sua concentração no organismo. Por isso, um dos cuidados femininos nessa fase da vida é manter uma alimentação equilibrada e rica.

#3 Cuidar da qualidade da pele e dos fios de cabelo

Outro aspecto da saúde da mulher que pode sofrer alterações depois dos 40 anos é a qualidade dos tecidos cutâneos, como a pele, unha e cabelos. As alterações hormonais relacionadas com essa fase da vida podem afetar o desenvolvimento das células e tecidos que formam os fios de cabelo, as unhas e a pele, deixando-as mais frágeis, com menos brilho e menor elasticidade.

Por isso, alguns dos cuidados femininos indispensáveis são:

  • Usar filtro solar diariamente (especialmente nas peles do rosto e mãos, que são mais sensíveis);

  • Hidratar todo o seu corpo, sempre com cremes próprios para essa finalidade;

  • Beber bastante água;

  • Manter uma alimentação equilibrada e rica em antioxidantes naturais, para evitar a ação de radicais livres nesses tecidos.

#4 Atenção com as oscilações de humor, que podem ser mais frequentes

Não é apenas com o funcionamento do organismo e sua imagem que a mulher precisa se atentar ao passar dos 40 anos. A saúde emocional também precisa entrar para a lista de cuidados femininos nessa fase da vida, afinal, são muitas as mudanças provocadas no humor e psicológico, por conta de alterações hormonais naturais.

Com a queda da produção de hormônios femininos ao longo dos anos, aumenta, gradativamente, o risco de desenvolvimento de quadros de oscilações de humor, além de condições mais graves, como a depressão. Por isso, contar com ajuda psicológica pode ser um cuidado importante para garantir a manutenção da saúde emocional.

#5 Atenção com a libido é um dos cuidados femininos essenciais

O sexo também pode começar a ser um tabu para a mulher que passa dos 40 anos e, por um motivo, pouco explorado nas consultas médicas: a queda da libido feminina.

As mulheres, naturalmente ao longo dos anos, sentem menor desejo sexual por conta da redução gradual da produção de seus hormônios. Por isso, quando os níveis estão alterados, a libido pode ser um dos primeiros aspectos da vida a ser afetado. Quando você perceber que algo está diferente no seu desejo sexual, é importante buscar ajuda especializada.

#6 A saúde deve estar em dia

Não é segredo para ninguém o cuidado que se deve ter com a saúde, cada vez mais, com o passar dos anos. Quanto mais idade, maiores são os riscos de desenvolvimento de doenças crônicas e relacionadas com a fragilidade de um organismo que está se adaptando a um novo metabolismo.

Para a mulher, o avanço da idade pode significar maior risco de desenvolvimento de doenças que não costumam acometer as mais jovens. A diabetes e as doenças cardiovasculares podem se tornar riscos reais, se não existir o cuidado adequado com a saúde e um acompanhamento de seus fatores de risco.

Por isso, um dos cuidados femininos depois dos 40 anos é garantir que sua saúde esteja sempre em dia, com visitas periódicas a um médico de confiança.

#7 Exercitar-se sempre

A musculatura corporal também sente os efeitos da idade e, por isso, para que continue ativa e funcional, ela precisa ser estimulada sempre. Exercitar-se de maneira regular e, principalmente, do jeito que você gosta e lhe dá prazer, é essencial para garantir o fortalecimento da musculatura.

Assim você vai garantir não apenas uma boa forma física, mas, também, proteção para seus ossos e órgãos.

#8 Fugir do estresse do dia a dia

Você já deve ter ouvido falar que o estresse é o mal do mundo moderno, não é mesmo? É ele o responsável pelo desenvolvimento de várias condições clínicas, por conta das alterações metabólicas que pode gerar no funcionamento do organismo.

Para evitar que o processo natural de envelhecer se torne perigoso, o estresse deve estar fora do jogo, já que pode levar a uma elevação indesejada da glicemia sanguínea, da pressão arterial e, até mesmo, a um aumento de peso não planejado.

Para fugir do estresse, um dos cuidados femininos é ter válvulas de escape para descansar e relaxar, mesmo durante a rotina de trabalho. Quando as coisas começarem a parecer difíceis ou estressantes demais, lembre-se de dedicar um tempo a você.

#9 Evitar fumar ou consumir bebidas alcoólicas em excesso

O tabaco e o álcool também podem ser vilões para a saúde da mulher após os 40 anos e responsáveis pela elevação da pressão arterial, maior produção de radicais livres (que leva ao envelhecimento precoce das células) e até pela alteração do metabolismo corporal.

Por isso, para viver bem essa importante fase da sua vida, evite fazer uso do tabaco e, quando optar por consumir bebida alcoólica, o faça de maneira moderada e saudável.

#10 Acompanhar a chegada da menopausa

A faixa etária dos 40 anos significa, para a grande maioria das mulheres, a chegada de um marcante momento de sua vida: a menopausa. Na verdade, ela marca apenas a chegada da última menstruação, e o período que envolve os dias antes e depois desse encerramento – também chamado de climatério – é que é o responsável por mudanças hormonais e corporais.

Um dos cuidados femininos, portanto, é manter o acompanhamento dessas mudanças, que deve ser feito em conjunto com um profissional da área médica, que vai transmitir tranquilidade e segurança para lidar com essa fase.

Ser mulher também significa ter maior atenção com sua saúde e qualidade de vida. Os cuidados femininos que citamos são apenas os primeiros passos para aproveitar melhor as novas experiências que lhe aguardam aos 40 anos. Quais deles você já aplicou na sua rotina? Ficou com alguma dúvida ou tem outros cuidados femininos para adicionar à lista? Conte pra gente pelos comentários e feliz dia da mulher! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *